Como criar um personagem

Muito bem, vamos falar um pouco sobre personagens.

Algumas pessoas dizem que eles são parte de um história. 

Eu penso que os personagens e a história são a mesma coisa. Você não cria um conto apenas narrando o cenário ou explicando o ambiente.

A grande missão de qualquer história é despertar emoções nos leitores. E, se o escritor não conseguir tocar o coração de quem lê seu texto, na verdade não conseguiu cumprir o seu propósito.

É seu dever, enquanto escritor, mexer com o sentimento de seus leitores. Você tem que fazê-los rir e chorar.

Ninguém abre um livro de romance para aprender física ou matemática. 

Não é o racional que conta, mas sim os sentimentos.

É aí que entra a importância de um bom personagem. Ele precisa convencer o leitor de que existe, de que é real, para só então receber o carisma da estrela do livro, que é a pessoa que o lê.

Lembre-se, seus personagens só terão vida enquanto alguém estiver lendo.

Agora, como se cria um bom personagem?

Bem a primeira coisa é definir qual a função dele na história.

Escreva algumas linhas descrevendo sua participação e e interação com outros personagens.

Lembre-se de que o personagem pode ser descrito de dois pontos de vista:

  1. Seu mundo psicológico. Suas crenças, seus medos, seus valores e pensamentos,
  2. Como é visto pelo mundo que o rodeia. Suas características físicas e como os outros personagens o vêem.

Particularmente, eu gosto de criar um cartão para cada personagem. Neste cartão eu coloco as seguintes informações:

  • Uma foto – Normalmente procuro na internet alguém com as características físicas que quero para o personagem. Esta imagem serve apenas para reverência e nunca aparece no livro.
  • Seu papel no livro – Em uma palavra ou duas dizer se é protagonista, antagonista, personagem secundário, etc.
  • Descrição física – Colocar a idade, descrição do corpo, cor dos olhos e do cabelo, se é saudável ou doente, etc.
  • Personalidade – Aqui coloco como ele se relaciona com seu universo.
  • Hábitos – Cacoetes, vícios de linguagem, jeito de se portar, forma de andar, etc.
  • Biografia – Curta história de sua vida até o ponto onde o livro inicia. (Pode não parecer, mas esse item é muito importante)
  • Conflitos internos – Remorsos, raivas, amores, invejas, etc;
  • Conflitos externos – Inimigos, obstáculos, dificuldades, alianças, etc.

Esses cartões devem ficar sempre à mão para momentos de dúvida durante a composição dos textos.

Você não precisa usar uma lista exatamente como essa, pode criar uma que seja mais do seu jeito. Mas é muito importante fazer um bom estudo de cada personagem.

Observe que conforme os cartões dos personagens vão ficando prontos, o livro em si também toma corpo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *